A Medicina, além dos cuidados que emprega no sentido de eliminar as doenças do ser humano, vem se ocupando, cada vez mais intensamente, em evitar que elas surjam. Com este objetivo, realiza saneamentos básicos, vacinações, orientações nutricionais e exercícios físicos, com reais benefícios para o corpo.A Doutrina Espírita esclarece que somos todos Espíritos imortais, temporariamente encarnados, em constante processo de evolução, e que somos responsáveis pelo corpo físico que a Providência Divina nos disponibiliza, devendo preservá-lo e mantê-lo em condições de boa saúde.

Dentre os procedimentos, também ensinados pelo Espiritismo, com bons resultados para a saúde do corpo físico, está a prática do bem.

Conhecemos a máxima: Fora da Caridade não há Salvação. E observamos que todos os que se empenham na prática da caridade, no sentido mais abrangente, além da paz de consciência que ela proporciona, alcançam melhor disposição física e saúde, tanto para quem é destinada, como para quem a exercita.

Assim, seguindo as propostas preventivas da Medicina: se cuidarmos do saneamento básico nos nossos pensamentos e sentimentos; se nos vacinarmos contra a maledicência e outros vícios de comportamento; se nos alimentarmos com ideias e emoções puras e nobres; e se nos exercitarmos na prestação de bons serviços em favor do próximo, colocando em prática o “Amai-vos uns aos outros”, como recomenda o Evangelho, estaremos praticando a terapia do bem, com reais benefícios para a saúde material, moral e espiritual do ser humano e da Humanidade.

Não é sem razão que Jesus, depois de curar os enfermos que buscavam o seu socorro, sempre recomendava: “Agora vá, e não tornes a pecar.”

(Do Editorial de Reformador, agosto de 2008)
Link original:  http://www.febnet.org.br/blog/geral/colunistas/a-terapia-do-bem/
Autor: Nestor João Masotti
Presidente licenciado da Federação Espírita Brasileira e secretário geral licenciado do Conselho Espírita Internacional. 
 Foi vice-presidente da FEB, vice-presidente e presidente da USE-SP.

 

Anúncios