Fonte: http://www.caminhosluz.com.br/detalhe.asp?txt=1508
Acessado em 30/09/2011.

Íntegra de entrevista de ALKÍNDAR DE OLIVEIRA
No jornal “folha espírita”, edição de fevereiro/2005.

Tema da Entrevista: LIDERANÇA ESPÍRITA

Alkíndar de Oliveira (alkindar@terra.com.br), nascido em Magda-SP aos 19 de julho de 1.951, é casado com Regina Célia e tem três filhos: Regina, Renata e Rafael. Atualmente reside em São Paulo-SP e é freqüentador do Grupo Espírita Batuíra, no bairro de Perdizes. Viveu sua infância e adolescência na cidade de Auriflama-SP.

Profissionalmente é especialista em treinamentos e consultorias empresariais na área COMPORTAMENTAL, com ênfase nos segmentos da COMUNICAÇÃO, da MOTIVAÇÃO, da CRIATIVIDADE, da LIDERANÇA e da HUMANIZAÇÃO do ambiente organizacional. Tem entre seus clientes empresas como: ACRILEX – ATLAS SCHINDLER – DUPONT – MCDONALD’S – PORTO SEGURO SEGUROS – 3M DO BRASIL – VOLKSWAGEN.

No meio espírita ministra seminários com o objetivo de transmitir, aos adeptos da Doutrina, a conjugação dos seus estudos doutrinários com sua vivência na área de treinamento profissional.

É autor dos seguintes livros:

SEGMENTO EMPRESARIAL:
• TORNE POSSÍVEL O IMPOSSÍVEL, Editora Butterfly

SEGMENTO EMPRESARIAL & ESPIRITUAL:
• ESPIRITUALIDADE NA EMPRESA, Editora Butterfly
• VIVER BEM É SIMPLES, NÓS É QUE COMPLICAMOS, Editora Didier

SEGMENTO ESPÍRITA:
• O TRABALHO VOLUNTÁRIO NA CASA ESPÍRITA, Editora Petit
• O ESPÍRITA DO SÉCULO XXI, Editora Bezerra de Menezes

Como está a atual liderança espírita?

Muito melhor do que antes.

Ministro seminários espíritas há aproximadamente 25 anos. E de três anos para cá percebo uma mudança surpreendente, positivamente falando. Óbvio que existem exceções. Óbvio que existem ainda lideranças inadequadas, mas de forma geral os líderes atuais de todas as idades estão mais abertos às mudanças. Parece-me que há uma vibração energética-espiritual no ar, que está abrindo cabeças e corações. É incrível como coisas boas estão ocorrendo na liderança espírita. Os pensamentos estão mudando muito. Para melhor. Há 25 anos, há 15 anos, há 10 anos, há 3 anos, eu não faria essa afirmação. Mas, repito, existem ainda as exceções. Existem ainda líderes que não se atualizaram. Existem ainda líderes que não sabem o que é ser um líder.

O que é “ser um líder”?

Só a resposta a esta pergunta daria um livro, mas, de forma sucinta, hoje o bom líder é aquele que sabe formar equipes e tem como meta primordial não atrapalhá-las. O líder que não atrapalha seus liderados merece o nome de líder.

O líder de antigamente era aquele que ia à frente. O líder de hoje é aquele que vai atrás apoiando e estimulando.

O líder de antigamente era aquele que por si só fazia acontecer. O líder de hoje é aquele que forma equipes para que essas equipes façam acontecer.

O líder de antigamente controlava pessoas. O líder de hoje controla processos e incentiva a liberdade e a autonomia da equipe.

O líder de antigamente muito se destacava. O líder de hoje é aquele que estimula sua equipe a se destacar, pelos resultados obtidos.

O líder de antigamente tinha subalternos. O líder de hoje tem colaboradores.

O líder de antigamente procurava converter seus liderados, forçando-os a pensarem e agirem como ele. O líder de hoje procura conscientizar seus colaboradores para que sejam eles próprios, com suas maneiras únicas e particulares de pensarem e agirem.

O líder de antigamente era aquele que liderava pela imposição. O líder de hoje é aquele que lidera pelo afeto.

Liderar hoje é formar equipes. Liderar hoje é estimular os integrantes das equipes. Liderar hoje é treinar as equipes. Liderar hoje é incentivar as equipes a elaborarem estratégias e projetos. Liderar hoje é implantar o conceito de Qualidade Total nas Casas Espíritas (o que já está fazendo, por exemplo, o Grupo Espírita Batuíra, do bairro Perdizes, São Paulo-SP). Liderar hoje é dar autonomia às equipes.

Disraeli com uma única frase define bem o que é um bom líder: “Lá vão eles. Devo segui-los. Sou seu líder.”

Anúncios